inteligencia-emocional-e-foco

COMO DESENVOLVER A INTELIGÊNCIA EMOCIONAL – Série Gratuita

Por que estamos abordando o tema “Como Desenvolver a Inteligência Emocional” em um blog sobre foco?

Simples. Pessoas imaturas emocionalmente não conseguem estabelecer e manter o foco, são como crianças, dispersam-se facilmente, perdem o foco com facilidade, possuem dificuldades para reagir de forma inteligente diante das circunstâncias e adversidades.

 

Você conhece alguém que admite ser um incompetente emocional?

Somos tão arrogantes que partimos do pressuposto que sabemos identificar a lidar com as nossas emoções simplesmente pelo fato de sermos adultos. “adultos são maduros” ou deviam ser. No entanto, onde foi que você aprendeu a identificar as suas emoções?

  1. Alguém da sua família te ensinou a identificar e administrar as suas emoções?
  2. As escolas ou universidades onde você estudou te ensinaram a ter autoconsciência, empatia?

Ok! Você vai dizer que aprendeu sozinho ao longo da vida quebrando a cara aqui e alí. Isso não é impossível, ainda mais se você for um determinado autodidata. No entanto, pedimos que você continue neste texto até o fim e faça uma reflexão sobre o que propomos. Depois deixe as suas observações nos comentários.

 

Veja alguns sinais de incompetência emocional

  • Seu vizinho do apartamento ao lado do seu te acorda várias vezes ao longo da noite com o barulho que faz ao abrir e fechar portas. Você está extremamente irritado com isso e vive reclamando da situação, mas não toma nenhuma atitude
  • Você uma pessoal calma, sensata que nunca entra em debates ou demonstra o seu ponto de vista. Detesta se expor, então mesmo discordando de uma situação, você tende a ficar na sua e não se posicionar
  • Você explode com facilidade, pois acredita que as pessoas são burras porque não conseguem perceber as coisas que são óbvias
  • Você tem uma vida social muito discreta. Não gosta de visitar outras pessoas e também não gosta que as pessoas lhe visitem.

Leia também: 15 COISAS QUE VOCÊ DEVERIA ABANDONAR PARA SER FELIZ

 

 

Os  5 pilares da Inteligência Emocional por Daniel Goleman

Daniel Goleman é um psicólogo, escritor e PhD da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. O especialista foi o responsável por popularizar o conceito da Inteligência Emocional em todo o mundo por meio do livro Inteligência Emocional, publicado em 1986 e que já vendeu mais de 5 milhões de cópias.

Apresentamos abaixo os cinco pilares da Inteligência Emocional que dão base a estrutura da competência emocional.

 

1 – Autoconsciência

Ter autoconsciência é estar ciente e presente quando suas emoções estiverem acontecendo, é perceber a raiva (por exemplo) enquanto ela estiver acontecendo, é ter ciência disso. Sem essa percepção é impossível pensar em uma inteligência emocional eficiente e madura, ela é a base de tudo. Como você vai conseguir administrar seu medo, fúria ou tristeza se você não tiver ciência dela? A base de tudo é o “Conhece-te a ti mesmo” de Sócrates, ela é o primeiro passo para uma administração melhor das próprias emoções.

 

2 – Administração das próprias emoções

 

elimine-as-distrações
www.termaisfoco.com.br

Lidar com as próprias emoções é a segunda habilidade a ser desenvolvida para quem busca uma boa inteligência emocional. É combater o sentimento de tristeza durante o seu desenvolvimento, é não aceitar passivamente isso para si mesmo. Sentir é inevitável, afinal de contas, seres humanos são seres emocionais e sentimentais mesmo, portanto é quase impossível evitar o surgimento dessas emoções. Mas como somos autores da própria história e pilotos de nós mesmos, temos totais condições de fazermos do nosso campo domesticado e saudável.

 

3 – Auto-Motivação

Motivar-se é um dos principais trunfos de pessoas que possuem uma boa saúde mental e uma boa capacidade de pilotar as próprias emoções. Motivação tem a verdade com motivo para ação, com o que faz você se mover e fazer algo importante. A partir do autoconhecimento e do entendimento de si mesmo você consegue entender qual é a sua grande motivação e ai sim colocar isso ou não ao seu favor. O ser humano costuma fazer o que faz por conta de duas coisas:

  • Ir em busca do prazer ou;
  • Fugir de uma dor.

A partir daí você pode começar a se entender melhor para ir se conhecendo melhor, justamente, entendendo quais são as suas maiores fontes de prazer nessa vida e quais são os seus maiores medos nessa vida. Se você conseguir combinar a busca por um prazer junto com a fuga de uma dor sua em busca de uma meta, você com certeza estará fortemente motivado.

Conheça os seus medos e dores como também os seus prazeres mais doces.

 

Leia também: 5 SINAIS DE ALERTA QUE VOCÊ NÃO ESTÁ SE RESPEITANDO

 

4 – Consciência das emoções do outro

Esse é um ponto sofisticado para muitos quando se fala em inteligência emocional. Algumas pessoas simplesmente não conseguem pensar em como os outros estão se sentindo ou como irão se sentir depois de alguma ação. É difícil manter relacionamentos saudáveis sem ter um pouco de empatia e altruísmo de pelo menos um dos dois lados. Empatia é uma habilidade emocional, intuitiva e analítica.

Pessoas altamente empáticas e altruístas costumam estar em cargos de liderança justamente por ter essa facilidade de lidar com pessoas.

 

5 – Administração do impacto das emoções do outro

Aqui já é uma mistura entre o ponto 2 e o ponto 4 aqui desse artigo. Lidar com a sua raiva é uma coisa, agora, lidar com o impacto da raiva do outro em você é completamente diferente. Você não tem como controlar a raiva do outro, você só tem como controlar o impacto dela em você o que é bem diferente. Estamos falando de uma habilidade interpessoal e isso exige paciência, calma e empatia para entender os sentimentos, causas e condições que levaram ao outro entrar naquele estado. A princípio essa habilidade não é fácil, justamente pela sua sofisticação de ter que lidar com quase todos os outros pontos que abordamos aqui, mas mesmo não sendo fácil pode e deve ser desenvolvida. Uma pessoa com esta habilidade com certeza confere a pessoa muitos benefícios, como sair na frente numa seletiva para uma vaga de emprego, até na conquista de um par amoroso. O homem é um bicho social e por esse motivo essa habilidade é mais do que especial para a sociedade em que vivemos.

 

Reprograme o seu cérebro

 

Para que você saia da parte conceitual desse artigo e experimente ampliar o seu entendimento sobre Inteligência Emocional, selecionamos para você uma série gratuita preparada especialmente pelo Master Coach Paulo Vieira, veja:

 

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL: COMO SABER SE EU TENHO? EP.1 | SÉRIE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL NA PRÁTICA

 

 

 

REJEIÇÃO, RAIVA, TRISTEZA | VOCÊ TEM SENTIMENTOS RUINS? – SÉRIE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL EPISÓDIO 2

 

 

CRENÇAS LIMITANTES | SÉRIE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL PRÁTICA EP. 03

 

 

AUTOESTIMA: COMO SE FORMA? | SÉRIE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL PRÁTICA EP. 04

 

 

 

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL | SÉRIE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL NA PRÁTICA EP. 5

Desenvolva sua Inteligência Emocional e Estabeleça um Foco para a sua vida

A Inteligência Emocional não é uma disciplina ensinada na escola ou na universidade, um fato que explica porque a depressão é considerada um dos transtornos que mais cresce em todo planeta. As pessoas, muitas vezes, vivem uma rotina estressante e infeliz — o que acaba ocasionando o desenvolvimento de doenças associadas  as causas emocionais. Desenvolva a sua Inteligência Emocional utilizando um método simples e muito eficiente criado pelo Master Coach Paulo Vieira.

 

o-poder-do-foco

 

Mara Mello

Graduada em marketing, pós graduada em Gestão de Assessoria de Comunicação e Gestão de Serviços, Mara Mello, atua há mais de quinze anos com marketing e desenvolvimento empresarial. Após identificar a necessidade de desenvolver a sua capacidade de estabelecer foco, resolver aprofundar no tema e compartilhar experiências, histórias, casos e ferramentas para que outras pessoas também possam exercitar e compreender O Poder do Foco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *