vícios-emocionais

COMO LEVAR O SEU FILHO AO SUCESSO?

Depressão, ansiedade, doenças crônicas e alcoolismo são alguns problemas sociais que enfrentamos atualmente oriundos de uma mesma causa. De acordo com estudo realizado por Dr. Vincent Felitti e Dr. Bob Anda, diversos traumas ou ameaças que vivemos quando criança são a principal causa de distúrbios existentes na fase adulta.

 

O que é EAI e quais são os seus motivadores

 

Esses traumas são chamados pelos pesquisadores de Experiências Adversas na Infância (EAI).

As Experiências Adversas na Infância podem ser geradas por:

  • Separação dos pais
  • Pais ausentes
  • Violência doméstica
  • Agressão física ou emocional
  • Abuso sexual
  • Proteção em excesso
  • Morte de um familiar
  • Pai ou mãe viciado em drogas
  • Abandono materno ou paterno
  • Acidentes incapacitantes …

Estes traumas não são consciente, eles ficam guardados no inconsciente e vão moldando o comportamento da pessoa sem que ele se dê conta que está sendo guiada por uma trauma.

 

Quais são as consequências na vida adulta?

O Master Coach Paulo Vieira explica o que são essas experiências e o que fazer para não repeti-las com os filhos. Você vai entender como a origem de problemas como obesidade e tabagismo pode estar na fase inicial da vida.

Realizada de 1995 a 1997, com uma amostra de 17.500 pessoas, a pesquisa aponta que muito transtornos são causados por uma ou diversas EAI. Segundo o estudo, essas experiências são responsáveis por 7 em cada 10 mortes e podem ainda afetar drasticamente o sistema imunológico e endócrino, reduzir em 20 anos a expectativa de vida, aumentar em 12 vezes a chance de suicídio e triplicar as chances de se ter um AVC, um ataque cardíaco ou mesmo câncer.

O que Vincent e sua equipe descobriram foi uma relação direta entre o número de experiências adversas na infância e a saúde física, a saúde mental e todos os resultados de vida ao longo do tempo. Quase 80% das pessoas pesquisadas tinham pelo menos uma EAI e 70% eram de classe média (graduados ou pós-graduados).

A pesquisa tem como base 10 tipos de trauma. Cinco pessoais: abuso físico, abuso verbal, abuso sexual, negligência física e negligência emocional. E outros cinco relacionados a outros membros da família: um pai ausente, a mãe vítima de violência doméstica, um membro da família na cadeia, um membro da família diagnosticado com uma doença mental, e o desaparecimento de um parente por meio de divórcio, morte ou abandono.

 

www.termaisfoco.com.br

O surgimentos dos vícios emocionais?

As EAI acontecem de duas formas: leves, porém repetidas ao longo do tempo, ou impactantes e de uma única vez. Toda EAI produz vícios emocionais, que serão replicados durante toda a vida, até que sejam curados. Se o ciclo de traumas não for quebrado a tempo, se repetirá nas gerações seguintes, podendo atingir diretamente os filhos.

Para que você entenda de uma vez por todas o que são VÍCIOS EMOCIONAIS, separamos um vídeo muito especial com exemplos:

 

Sabemos que as adversidades da infância causaram e continuam causando enormes danos à saúde física, emocional e aos resultados gerais de vida. Para que elas deixem de existir, é preciso, primeiramente identificá-las, e então trabalhar a causa do problema. Ao identificamos e tratarmos as EAI fica mais fácil perceber onde estamos errando na educação dos filhos.

 

Reprograme o seu cérebro

 

 

Alguns tipos de vícios emocionais

 

vicios-emocionais

 

Tipo 1 -O Perfeccionista. Vicio Emocional: Raiva – Indignação por as coisas não serem como “deveriam” ser.

Tipo 2 – O Prestativo. Vicio Emocional: Orgulho – Afirmação de si. Eu sei, eu sou, eu faço. Cegueira quanto às dificuldades de deficiências. Auto-imagem engrandecida.

Tipo 3 – O Bem Sucedido. Vicio Emocional: Vaidade – Paixão pela imagem.

Tipo 4 – O Romântico. Vicio Emocional: Inveja – Comparação, desvalorização de si em favor do que falta. Comparação do momento de agora em favor de outro momento, passado ou futuro.

Tipo 5 – O Observador. Vicio Emocional: Avareza – Vício da retenção. Conter-se, refrear-se, reprimir-se em favor da razão.

Tipo 6 – O Questionador. Vicio Emocional: Medo – Preocupação, dúvida, busca de segurança. Apego exagerado a valores externos, como moral, ética, religião, verdade, família, etc…

Tipo 7 – O Sonhador. Vicio Emocional: Gula – Avidez por variedade de sensações. Quanto mais, melhor. Paixão pelo novo, diferente, pela variedade.

Tipo 8 – O Confrontador. Vicio Emocional: Luxúria – Exagero, intensidade, fome de viver intensamente.

Tipo 9 – O Preservacionista. Vicio Emocional: Indolência – Preguiça de ser. Anestesiado a si. Pouca vitalidade para ser.

A boa notícia é que existe uma forma de se ver livre  dos vícios emocionais e das crenças limitantes. Antes de qualquer coisa você terá que REPROGRAMAR A SUA MENTE, uma vez que ela foi programada na infância com a EAI. Clique Aqui e tenha acesso a um ferramenta extraordinária para reprogramar a sua mente.

 

Leia também: Superação, Transformação e Foco

 

 

Como ajudar o seu filho?

Como eu disse no início, todos os seres humanos, sem exceção possuem EAI, então antes de ajudar os seus filhos você precisa se ajudar, identificar os seus traumas e por consequência os vícios emocionais causados por  eles.

Separamos uma aula extraordinária com um exercício para que você identifique e trate os seus vícios emocionais nascidos da EAI, separe 10 minutos, pegue caneta e papel e clique no play.

 

Fontes:

https://www.febracis.com.br/blog/

Eneagrama – Vicios Emocionais dos 9 tipos

 

o-poder-do-foco

 

Mara Mello

Graduada em marketing, pós graduada em Gestão de Assessoria de Comunicação e Gestão de Serviços, Mara Mello, atua há mais de quinze anos com marketing e desenvolvimento empresarial. Após identificar a necessidade de desenvolver a sua capacidade de estabelecer foco, resolver aprofundar no tema e compartilhar experiências, histórias, casos e ferramentas para que outras pessoas também possam exercitar e compreender O Poder do Foco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *